Equipe Animal - Jibóias

CLASSIFICAÇÃO CIENTÍFICA
ORDEM: Serpentes
FAMÍLIA: Boidae
CLASSE: Reptilia
NOME CIENTÍFICO: Boa constrictor
NOME POPULAR: Jiboia
Nome inglês: Red-tail boa
Nome em Espanhol: Boa
Outros nomes: Boiuçu, Suaçu, Anaconda, Jauacanga, Common boa (inglês)

DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA: Américas do Sul e Central, principalmente na Floresta Amazônica e nas florestas da Costa Rica. No Brasil é encontrada também na Mata Atlântica, no cerrado, na caatinga e nos mangues.
HÁBITOS ALIMENTARES: As jibóias são carnívoras. Alimentam-se de aves e roedores de pequeno ou médio porte, lagartos grandes, outras serpentes e mamíferos de pequeno porte. Quando em cativeiro, é comum alimentar as jibóias com pequenos roedores, como camundongos e ratazanas jovens. Quando maiores podem ser alimentadas com coelhos, lebres, ratazanas adultas e aves (frangos).
REPRODUÇÃO: A gestação leva 5 a 8 meses, podendo ter de 12 a 64 crias por ninhada, que nascem entre os meses de novembro e fevereiro, com cerca de 48 cm de comprimento e 75 gramas de peso PERÍODO DE VIDA: Aproximadamente 25 anos.

Jibóia provém do tupi y'bói. - é a mais conhecida das serpentes da família Boidae, que inclui as maiores cobras do mundo.

A constrição é o chamado "abraço de cobra", e deu o nome científico a esta espécie (Boa constrictor). Quando pega uma presa, a jibóia se enrola nela e aperta firmemente, até que sente, com o corpo, que a respiração e os batimentos cardíacos da presa cessaram. Então, abre a boca e engole a presa inteira, pois as cobras não possuem dentes para mastigar seu alimento. Costuma engolir sua presa pela cabeça. Quando a presa é grande, a jibóia pode entrar em letargia, ou torpor, tempo no qual fica parada para digerir o alimento. O período de letargia pode durar semanas ou até meses.

A Jibóia é uma serpente de médio ou grande porte, não peçonhenta (não possui a presa que inocula o veneno). É uma cobra muito pacífica e extremamente lenta. Pode demorar até 1 hora para percorrer uma distância de 500 metros. Apesar de varias lendas citarem jibóias imensas, essa espécie geralmente não ultrapassa os 4 metros de comprimento. Seu peso pode atingir os 40 kg. .As jibóias passam a maior parte do tempo em cima de árvores, o que as favorece na hora de caçar, como no caso das aves, que são mortas pela serpente enquanto dormem nos galhos.

Essas serpentes procuram se afastar dos homens quando os encontra. Na tentativa de se defender, pode tentar assustar o inimigo silvando alto. É daí que surgem folclores como a do “bafo de jibóia”, que causaria feridas e/ou manchas na pele. Outro mito que envolve a jibóia é o de que usar a cabeça da serpente como colar, protege o sujeito de diversos males, pois “fecha o corpo” de quem o usa.

É basicamente um animal com hábitos noturnos (o que é verificável por possuir olhos com pupila vertical), ainda que também tenha atividade diurna.

No mundo, existe uma variedade imensa de jibóias, sendo diferenciadas pela região onde são encontradas e pelos diferentes padrões de coloração.

No Brasil, apenas criadores legalizados e com registro do IBAMA podem comercializar estes animais, que são vendidos com garantia de procedência, nota fiscal e com um microchip eletrônico que permite que qualquer um saiba o número de registro do animal, e não o confunda com um animal capturado na natureza.


VISITE NOSSA FAN PAGE e fotos veja as fotos dos eventos!

Log in